Conheça 7 Benefícios da Erva Doce

A erva doce, também conhecida como anis estrelado, é muito utilizada por seu aroma refrescante. Na região sul do país é um ótimo complemento para o chimarrão.

Os benefícios da erva doce

Redução de açúcar no sangue: Um dos principio ativos da erva doce se chama esteviosida e é considerado um anti-hiperglicemante muito benéfico para pessoas que possui diabetes tipo II, essa enzima estimula a secreção de insulina no organismo e por isso reduz a porcentagem de açucares no sangue.

Regulação de hormônios: Ele é rico em um composto chamado anetol, que cumpre a função estrogênica, então ele pode auxiliar a aumentar a produção de leite, assim como é eficaz em combater problemas menstruais, estabilizante os hormônios femininos.

Fortalecimento do cérebro e do sistema nervoso: Por conter alto teor de vitaminas do complexo B, como a niacina, riboflavina, tiamina e piridoxina, pode ajudar a manter as células cerebrais ativas e auxiliar no funcionamento saudável do sistema nervoso, podendo prevenir a demência por agir na supressão do nível de homocisteína, que é responsável pelo encolhimento do cérebro.

Regulador da pressão arterial: A erva doce é levemente hipotensora, sendo indicado para casos de pressão alta. O potássio e os folatos presentes nesta erva contribuem para diminuir a pressão arterial. Como ela é uma erva que afeta o sistema nervoso é uma ótima opção para pessoas que estão nervosas, ansiosas que com hipertensão.

Essa erva também favorece a redução de taxas do colesterol ruim e é vasodilatadora, recomendando-se como preventivo de doenças cardiovasculares.

erva doce

Favorece sistema digestivo: Age como antiácido natural, combatendo a acidez estomacal e refluxos do esôfago. Devido a presença do anetol, regula o PH do sangue e da urina, ajuda na absorção dos nutrientes e também ajuda a diminuir as inflamações no estômago e intestinos.

Tem propriedades carminativas, ajudando na expulsão de gases do aparelho intestinal, estomáquico, evitando problemas crônicos gastrointestinais, como úlcera, cólicas e diverticulites, e promove a produção de saliva, desintegrando partículas de alimentos, o que facilita o processo de digestão.

Se você já possui alguma destas doenças, é melhor consultar um especialista antes de utilizá-la, pois pode ter efeito reverso.

Além destas propriedades, ele é rico em fibra alimentar, colaborando com a ligação das partículas de alimentos, fator que promove o estimulo da movimentação peristáltica do intestino.

Um chá do anis é um bom remédio para evitar dores de gases e inchaço.

Fortalecimento do sistema imunológico: É excelente para tratar as vias respiratórias, melhorar os sintomas da gripe, fortalecer o sistema imunológico e fornecer calor para o corpo. Ela tem ação expectorante, diminui a densidade do muco, facilitando o processo de eliminação de congestionamento dos pulmões. É um ótimo ingrediente a ser agregado em xaropes antigripais devido à presença de muitos óleos voláteis.

Por ser rico em ferro e cobre, minerais que atuam como colaboradores para várias enzimas, e serem necessários, juntamente com a vitamina C, para a produção de células vermelhas do sangue, melhoram a imunidade geral do organismo contra os radicais livres.

Uso cosmético: Ela é antioxidante, antimicótica e bactericida, ajudando a combater fungos vaginais. Também é utilizado para produção de pastas de dente e enxaguante bucal, pois além de evitar cáries, também combate o sangramento da gengiva. Seu uso em desodorantes também é recomendado e traz o benefício de reduzir os pelos, também pode ser agregado na fabricação de sabão, sendo indicado para prevenir e tratar piolhos, sarnas e doenças cutâneas, como escamações da pele e caspas.

Na fitoterapia e na aromaterapia ele é utilizado para promover o otimismo, a motivação e a força de vontade, aumenta a coragem, diminui a ansiedade e ajuda na organização das prioridades.

Chás de Erva Doce

A erva doce normalmente é consumida em forma de chá ou como acompanhamento. Ela também pode ser utilizada no preparo de sopas, saladas, refogados e purês, pois é um excelente condimento tanto para alimentos doces quanto para os salgados.

Medicinalmente pode ser utilizada como chás, em xaropes e extratos.

Como preparar: Utilize 3 colheres de sementes de erva doce para 1 xícara de água. Ferva a água e coloque as sementes, cozinhe durante 10 minutos, apague o fogo e deixe descansar com o recipiente aberto. Filtre e beba.

Recomenda-se beber de 2 a 3 xícaras diárias, durante 15 dias para tratamentos. No modo preventivo até 7 dias.

Para xarope, acrescente 3 sementes no preparo, para a quantidade de 1 litro de xarope e deixe macerar, não coe.

Verifique as contra indicações dos alimentos que você consome. Opte por produtos orgânicos e de produção local. Preze pelo equilíbrio, evitando excessos.

Comentários
  1. Lourival Pereira

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *