Conheça 3 Benefícios da Sucupira

Existe a sucupira branca e a preta, normalmente a mais indicada é a branca por já ter alguns estudos dos seus efeitos em animais. A preta possui as mesmas propriedades e pode ser consumida assim como a branca. Independente disso, ela é consumida por conhecimento empírico desde a antiguidade.

As partes da sucupira utilizadas são sua raiz, a casca da raiz, a casca da árvore e a própria semente de sucupira, que é a mais conhecida. O óleo de sucupira é extraído desta semente e deve ser evitada por pessoas que possuem pressão alta.

Conheça algumas doenças em que o tratamento com a sucupira pode ser benéfico:

Reumatismo

Artrite e a artrose podem ser provocadas por desgastes das articulações, pode ser causada pelo acumulo de ácido úrico, onde a sucupira age como depurativo.

As sementes e a casca da sucupira agem como um bom remédio anti-inflamatório e analgésico. Existem informações de pessoas que usaram em tratamentos de reumatismo e artrose, ou doenças dolorosas e concluíram que é eficaz.

Como preparar: Utilize aproximadamente 20 gramas de sementes para 100 ml de álcool cereal. Em um recipiente esterilizado, coloque as sementes em infusão e guarde em local escuro durante 15 dias, misture 2 vezes por dia.

Diabetes

Para o tratamento de diabetes se recomenda utilizar a casca da raiz, ela também pode ser útil para tratar a sífilis, para aumentar o apetite e como um tônico digestivo.

Por conter propriedades hipoglicemicas, ela ajuda a reduzir a quantidade de açúcar no sangue. É recomendado para diabetes mellitus do tipo 2, já para quem possui pouca quantidade de glicose, ele pode ser prejudicial.

Como preparar: Utilize cerca de 10 gramas de casca de sucupira para um litro de água. Ferva a água e acrescente as cascas em seu menor tamanho possível, em decocção deixe ferver por 15 minutos, apague o fogo, espere amornar. Filtre e beba 1 xícara de chá de 2 a 3 vezes por dia, durante uma semana de cada mês.

Úlcera e fraqueza do organismo

A sucupira possui uma propriedade adstringente, que protege os tecidos e as células, por isso pode tratar ulceras, manchas na pele, eczema e até infecções respiratórias e feridas. Ela também tem ação anti-inflamatória e analgésica.

Como preparar: Lave as semente e quebre-as com um pilão, para que soltem o óleo interno. Utilize por volta de 4 a 5 sementes quebradas para cada litro de água. Ferva a água e coloque as sementes quebradas, deixe ferver por mais 1 minuto e meio, desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe amornar. Recomenda-se 3 xícaras por dia, durante uma semana.

Este chá pode ser utilizado em forma de gargarejo para combater amigdalites e rouquidão. Ao invés de 4 sementes, utiliza-se uma semente moída para uma xícara de água, duas vezes ao dia, lembrando de não engolir.

Como citado acima, os uso é totalmente empírico, existem alguns estudos em animais que comprovam a cura do câncer de próstata, mas ainda não foi testado em humanos e por isso a semente de sucupira não é um fitoterápico liberado pela Anvisa, ela também reprova a produção de qualquer medicamento, cuja composição contenha tal substância.

As pessoas que fazem o tratamento não possuem efeitos colaterais, pode ser devido a baixa quantidade de toxina que ela oferece, já sua quantidade de cura passa de 50%.

Verifique as contra indicações das plantas que você utiliza. Opte por produtos orgânicos e preferencialmente de produção local. Se usar alguma planta para tratamentos, consulte um especialista não peque pelos excessos.

Comentários
  1. Samara Firmino de Paula

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *