Suculentas Medicinais: Os benefícios da Babosa, Bálsamo, Saião, Beldroega e Ora pro Nobis

As plantas suculentas são famosas pela baixa manutenção, mas igualmente requerem alguma atenção. Elas são muito resistentes à secas e apreciam solos arenosos. Gostam bastante de sombra e podem ter sol direto apenas durante 3 horas. Deve se regar sempre que o solo estiver bem seco e sem encharcar o ambiente, pois as raízes podem apodrecer.

Além de serem lindas e de fácil manutenção elas ainda podem ser medicinais.

Babosa

A babosa, aloe vera, é uma planta que todos deveriam ter em casa. Ela é muito versátil e praticamente sobrevive sozinha. Ela possui a propriedade de contrair tecido e vasos sanguíneos diminuindo secreções e protegendo a pele e mucosas, ela ainda é anestésica sendo ótima para tratar de contusões e feridas, além de ser cicatrizante e antisséptica.

Pode ser usada para conjuntivites e desconfortos oculares, para melhorar a digestão, hidratar e limpar a pele e eliminar toxinas. Também é um ótimo laxante, vermífugo e estimulador do organismo. Considerada uma anticancerígena, anti-hemorrágica e anti-inflamatório, é uma planta muito completa.

Seu método de uso pode ser interno e externo, como pomada, cremes, máscara, tônicos capilares, chás por infusão, compressas e em maceração.

Balsamo branco

O balsamo branco tem flores amareladas, não ocupa muito espaço, chegando a meio metro de altura e seu sabor é levemente ácido. Esta planta pode ser utilizada no tratamento de machucados, feridas, queimaduras e frieiras por ser cicatrizante. Também pode servir de tratamento capilar por conter mucilagens e taninos.

Auxilia em úlcera por ser analgésico, na diabetes por reduz a glicose sanguínea, em laringites, faringites e amigdalite pela ação anti-inflamatória. Ainda age em problemas respiratórios, fortalece o sistema urinário e pode até amenizar sintomas de epilepsia.

Pode ser consumida em forma de salada, chás e uso externo como pomadas, gel ou compressas.

Como Preparar: O chá é feito por decocção de 3 a 4 folhas em 1 xícara de água fervente por cerca de 5 minutos, após desligar o fogo, deixe descansar mais 5 minutos. Filtre e beba duas vezes ao dia, durante uma semana.

Saião

Também conhecida como folha da fortuna, sua composição é rica em tanino, mucilagem, quercetina e ácidos orgânicos. Tem propriedades medicinais, sendo cicatrizante, curando infecções, é diurética e expectorante.

Normalmente utilizada em enfermidades pulmonares, asma, tuberculose e tosse. É eliminador de cálculos renais, inchaços, principalmente das pernas, distensão dos vasos linfáticos. Também combate afecções da pele, alergias, ferimentos, picadas de inseto e queimaduras simples.

Como preparar: O uso externo é com folhas frescas. Com um pilão, usa-se 3 colheres de folhas picadas. Amasse até adquirir a consistência de uma pasta e aplique nas regiões afetados, 2 vezes ao dia. Deixe agir por 15 minutos, cobrindo com uma gaze.

Como preparar o chá: O chá é feito por decocção de 1 colher de folhas picadas para 1 xícara de água. Deixe ferver por 3 minutos, desligue o fogo e coe. Beba 1 xícara duas vezes ao dia.

Beldroega

Considerada uma erva daninha, esta planta tem alto valor nutricional, ela é rica em vitaminas A, B e C e sais minerais, e apresenta propriedades diuréticas, purificantes, analgésicas, anti-glicêmicas e anti-hemorrágicas.

Empiricamente a beldroega também é usada para parar vômitos, diarreia e no combate às hemorroidas. Como as demais suculentas, o uso externo alivia picadas de insetos e também e pode ser utilizada contra a acne, devido à propriedades anti-inflamatórias e purificantes.

Também é considerada uma fonte natural de antioxidantes e fatores anti-idade. Pode ser utilizada na forma de saladas, chás e uso externo.

Como preparar: O chá é feito com 50 gramas para 1 litro de água, fervendo durante 5 minutos. Filtre e beba cerca de 4 a 5 xícaras por dia, durante uma semana.

Ora pro nobis

Essa planta é conhecida como carne dos pobres, devido a sua quantidade de proteína, que pode substituir a carne tranquilamente. Ela também é rica em vitaminas A, B, C, fibras, ferro, cálcio, fósforo, além de conter mucilagem, o que lubrifica e protege a mucosa e promove um bom funcionamento intestinal, lisina, essencial para o crescimento ósseo e auxilia no fortalecimento da imunidade.

Indica-se para anemias por ser nutritiva e fortificante. Na forma de chá, pode ser usada como depurativa do sangue e tônica. Também pode ser consumida em saladas e em uso externo.

Verifique as contra indicações das plantas que você utiliza, para tratamentos consulte um especialista e cuide bem de suas plantinhas.

Comentários
  1. Altamiro Vieira da silva

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *