4 Benefícios da Cavalinha + Receita do Chá

A cavalinha é uma planta medicinal popular que cresce em áreas pantanosas e úmidas em quase todo o Brasil. Ela também é conhecida pelo nome de rabo-de-cavalo.

É uma planta com muitas propriedades e de fácil cultivo, pois se adapta bem a qualquer clima, não precisa de muita luminosidade para se desenvolver, sendo o ideal a meia-sombra ou sol moderado e cresce em quem qualquer tipo de solo, desde que seja bem regado ou úmido.

Conheça as incríveis propriedades da cavalinha:

Chá de Cavalinha Ajuda a Emagrecer

A cavalinha é muito utilizado em processos de emagrecimento, pois a retenção de líquido é uma das condições que caracteriza-se pelo inchaço no corpo. O chá de cavalinha ajuda a combater este problema porque proporciona a eliminação desse líquido acumulado em excesso, devido à sua propriedade diurética.

É importante ter em conta que deve-se beber bastante água, para evitar uma desidratação, uma vez que este chá estará estimulando o corpo a eliminar água.

Ela também promove o efeito de aceleração do metabolismo, o que faz com que o organismo processe a queima de calorias e elimine as gorduras mais rapidamente. Por agir sobre as fibras elásticas das artérias, pode auxiliar na redução das taxas do colesterol.

Além de todas as ações que colaboram com o emagrecimento, a cavalinha ajuda na cicatrização da pele, prevenindo o surgimento de estrias e da flacidez da pele.

Como fazer o chá de cavalinha: Utilize 2 colheres de hastes de cavalinha para 1 xícara de água. Ferva a água e deixa a planta em infusão durante 15 minutos, com o recipiente tampado. Filtre e beba 3 vezes  ao dia, durante uma semana a cada mês.

Intercale o chá com outros chás emagrecedores, tenha uma alimentação saudável e faça exercícios.

cavalinha

Melhora a Infecção Urinária e Cistite

A infecção urinária deve ter uma atenção especial, pois é causada por uma bactéria, sendo necessário o uso de antibióticos naturais. Alguns estudos apresentaram as propriedades anti-inflamatórias da cavalinha, comprovando que auxiliou na redução de inchaços em 30%. Ela auxilia no alívio da dor e fornece ação antimicrobiana contra germes e fungos.

Por ter propriedades adstringentes e diuréticas, ela desinflama tecidos e auxilia no processo de eliminação de líquidos, o que ajuda o corpo a se livrar de bactérias e toxinas pela urina.

Como preparar: Utilize 4 gramas de folhas secas de cavalinha para 1 xícara de água. Ferva a água, junte as ervas secas de cavalinha e deixe em infusão durante 10 minutos. Filtre e beba o chá ainda morno 4 vezes ao dia.

Um ótimo antibiótico natural é o óleo de coco, ou o gengibre, que podem ser agregados ao chá.

Fraturas ósseas e reumatismo

Por ser uma fonte natural de antioxidantes, que é uma importante função para o organismo combater a ação dos radicais livres, estas substâncias que enfraquecem o corpo e promovem o envelhecimento precoce, ela auxilia a absorção de cálcio pelo corpo.

Também se acredita que por possuir alta quantidade de silício, ela pode ajudar no aumento da densidade mineral dos ossos, já que este mineral é remineralizante, participando da calcificação.

O chá pode ser consumido ou utilizado em compressas.

Cosmética

Com propriedade adstringente, ela auxilia na redução da oleosidade, combate e previne o aparecimento de acnes. Ela também colabora com a elasticidade da pele e pode ajudar em tratamentos de feridas, afecções na pele, queimaduras e frieiras.

Esta planta medicinal é muito utilizada em xampus, por possuir benefícios de fortalecimento e crescimento dos cabelos, age principalmente sobre a queda capilar, cabelos quebradiços, pontas duplas e caspas.

Recomenda-se mergulhar as unhas dentro do chá de cavalinha para tratar unhas frágeis e quebradiças.

Por ser hidratante profundo, auxilia no processo de evitar varizes, estrias e celulite, e pode ser utilizada na limpeza da pele após o uso de maquiagens.

Efeitos colaterais

O cuidado deve-se pela quantidade de nicotina que a planta possui, evitando excessos para não gerar suores e taquicardia.

Pessoas com pressão baixa, deficiência de vitamina B1 e deficiência de potássio também devem evitar, assim como hipoglicêmicos.

Opte por produtos orgânicos e de produção local, tenha cuidado com os excessos, prezando pelo equilíbrio.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *