Benefícios do Chá de Mutamba

A mutamba, também chamada de cabeça-de-negro, chico-magro, mutamba-preta, pau-de-bicho, periquiteira, camacã, guaxima-macho, araticum-bravo, pau-de-motamba, embireira, envireira, coração-de-negro e cabeça-de-negro é uma árvore nativa, que se abriga em praticamente todo o território brasileiro e vários países do continente americano, entre os quais o Peru, Bolívia, Argentina, Cuba e Paraguai.

Mutamba, é uma palavra tupi guarani significa “fruta dura”

Estudos realizados com a planta indicam a presença de substâncias relaxantes para a musculatura lisa e estimulantes uterinos. Suas propriedades medicinais são conhecidas desde as épocas mais remotas, tendo sido aplicadas em receitas desenvolvidas por indígenas das planícies do México, comunidades Maias do México e Guatemala e povos indígenas da Amazônia.

Em cada país, as partes da  planta são utilizadas para fins diferentes, formando uma imensa gama de aplicações. A mutamba foi ainda considerada como uma “planta mágica” pelos povos antigos que também a utilizavam seus efeitos colaterais para provocar doenças e males em inimigos.

Por este motivo, é preciso evitar o uso indiscriminado ou sem supervisão médica dos produtos compostos por derivados da mutamba. Apesar dos benefícios, a planta pode causar danos à saúde.

Mutambeira

Também vale lembrar que, apesar do conhecimento milenar que envolve o uso da mutamba na medicina popular, não existem comprovações científicas sobre seus benefícios. Estudos comprovam, no entanto, a existência de vários princípios ativos: farnesol, friedelina, ácido caurenóico, catequinas, precoceno I, procianidina B-2, procianidina B-5, procyanidin C-1, e sitosterol, taninos e ariofileno.

A fruta da mutamba tem um sabor doce e agradável, mas suar principais propriedades medicinais estão concentradas na casca, utilizada pela indústria de cosméticos na fabricação de produtos para o  tratamento de problemas capilares. Popularmente, são aproveitadas as cascas, sementes, folhas e raízes in natura, no tratamento inúmeras doenças:

Mutamba - fruta

Mutamba – fruta
Fonte:flickrhivemind.net

  • estomatite,
  • hanseníase,
  • queimaduras,
  • fraturas,
  • febres,
  • feridas,
  • úlceras,
  • dermatoses,
  • asma,
  • tosse e bronguite,
  • doenças do fígado.
  • afecções parasitárias do couro cabeludo e pele,
  • ameba,
  • sífilis,
  • diarreia,
  • disenteria,
  • gripes,
  • contusões,
  • doenças venéreas,
  • diurético,
  • adstringente,
  • queda de cabelo e calvície.

Suas principais propriedades terapêuticas são:

  • depurativa,
  • cicatrizante,
  • adstringente,
  • sudorífica,
  • desobstruente hepática,
  • antisséptica,
  • tônico capilar.

A planta pode ser encontrada in natura ou em casas de ervas e produtos naturais, onde são comercializadas as partes secas.

Precauções: Deve-se evitar o uso prolongado ou ingestão de altas doses de produtos à base de mutamba, qualquer que seja a parte utilizada. O uso excessivo pode causar náuseas, vômitos e diarreias. A planta pode causar intoxicação também no uso externo.

Chá de mutamba

  • 10 g de entrecascas frescas ou 05 g de entrecascas secas
  • 1 xícara de água mineral ou filtrada

Como preparar: Aqueça a água e desligue o fogo antes de levantar fervura (antes de atingir o ponto de ebulição, quando começa a evaporação). Coloque as entrecascas, tampe o recipiente e deixe descansar por 10 minutos.

Como usar o chá de mutamba

Para problemas do fígado, doenças respiratórias, intestinais, doenças venéreas e outras que indiquem a ingestão: Adultos: 2 xícaras de chá por dia.

Para afecções de pele, aplicar compressas do chá sobre o local afetado.

Para problemas do couro cabeludo, macerar as folhas frescas de mutamba em um pouco de água e aplicar o sumo no couro cabeludo 1 vez por dia, durante 7 dias. Caso haja necessidade, o processo poderá ser repetido a cada intervalo de 15 dias.

Para tratamento de pele, o uso do óleo essencial de mutamba possui princípios ativos antioxidantes, tônico, adstringente e cicatrizante, hidratando e previnindo a formação de acnes e manchas na pele. Basta aplicar o óleo sobre a pele, uma ou duas vezes por semana.
Contraindicado para peles oleosas.

O chá das sementes de mutamba era utilizado em algumas comunidades indígenas como coagulante em casos de hemorragia pós parto, controle do fluxo menstrual e como auxiliar na expulsão da placenta, mas este procedimento não é aconselhável segundo orientações médicas.

Por fim, cabe-nos enfatizar a necessidade de orientação médica para qualquer tratamento de doenças, ainda que por meio de receitas naturais.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *