5 Receitas Naturais para o nervo ciático

O nervo ciático é considerado o maior nervo do corpo. Estende-se desde a face posterior do quadril, passando por trás da coxa e dos joelhos passa pelo calcanhar até o dedo maior do pé. É responsável por possibilitar o movimento dos músculos das pernas, além de ser responsável pelas sensações.

Se você sente dores em algumas dessas regiões, costuma perder a sensibilidade da perna ou sofre com formigões e dormência o nervo ciático pode ser a causa disso.

As maiores causas da inflamação do nervo ciático são devidas a má postura e calcificações nas articulações, comprimindo o nervo e assim inflamando-o. Esse incomodo é o que pode ser chamado de reumatismo ciático.

Suco desintoxicante

Um dos maiores responsáveis pela calcificação é o ácido úrico no corpo, provindo de uma alimentação rica em proteínas animais. Para elimina-lo e auxiliar na desinflamação do nervo aposte na ingestão de líquidos diuréticos e ricos em vitaminas C, pois são antioxidantes e depurativos.

Como preparar: 1 copo de suco de laranja para 1/2 folha de couve manteiga e ½ copo de água.

Adicione todos os ingredientes no liquidificador e bata bem. Beba sem coar. O eventual sabor amargo da couve é disfarçado pelo cítrico da laranja. Se necessário adoçar pode se utilizar 1 colher de chá de mel.

alongmento para ciatica

Massagens com óleo de angiroba, óleo de abacate e óleo de erva-ciática

O óleo de abacate possui ácido oleico monoinsaturado que é responsável por reduz inflamações. O óleo de copaíba, também um anti-inflamatório auxilia na diminuição de dores e recomendado para quem sofre com reumatismos.

A erva ciática, também conhecida como erva de são joão, contem propriedades excelentes para os nervos, em geral. Ela é composta de hipericina, pseudohipericina e hiperforina que são agentes regeneradores de nervos.

Como preparar: Os óleos podem ser misturados em proporções iguais. Deve-se massagear a área friccionando para que aqueça.

Aproveite a massagem conciliando-a com alongamentos. Lembre-se que para evitar inflamações nos nervos se alongue com frequência, não sobrecarregue o corpo com excesso de atividades físicas, buscar mudar a posição frequentemente e tenha cuidado com a postura.

Cataplasma com argila

Fazer cataplasmas é uma opção que sempre reduz a dor. A argila ajuda a absorver toxinas e acalma a pele. Podem ser usados óleos essenciais, óleos e extratos de plantas antirreumáticas e analgésicas como o alecrim, erva de são joão, abacate,boldo, manjericão, arnica, melão de são caetano.

Como aplicar: Misture argila e água até que vire uma pasta aquosa, acrescente as soluções de plantas que deseje e aplique na região dolorida. Se a parte estiver quente aplique argila fria, caso contrário aplicar argila quente.

Se possível aplique 2 vezes ao dia e à noite pode-se deixar até o outro dia.

Óleo de copaíba e chá de cordão de frade

O óleo de copaíba é um anti-inflamatório natural, excelente depurativo e desintoxicante sanguíneo. Quando aplicado diretamente sobre a pele, o óleo de copaíba diminui as dores articulares, mas atenção, pode causar alergias.

O uso da erva cordão de frade em conjunto é porque ela combate o ácido úrico e é anti-reumático, sendo um grande auxiliar para a desinflamação do nervo.

Como preparar: Utilize 5 gramas de cordão de frade para 1 xícara de água. Ferva por 5 minutos e tape o recipiente. Coe e beba 1 vez ao dia, por 20 dias.

Tomar óleo de copaíba por 20 a 30 dias associado ao chá.

Tintura mãe de Melão de São Caetano

Além das suas incontáveis propriedades, essa erva é antirreumática, diurética e depurativa. Age auxiliando a limpar o sangue, impedindo as calcificações daninhas para o nervo ciático. As tinturas são concentrados de ervas e devem ser tomadas em gotas.

Como preparar: Utilize 60 gramas de erva fresca para 100 ml de álcool cereal. Em um vidro esterilizado adicione os dois ingredientes e mantenha em lugar fresca e escuro durante 45 dias.

Tome 3 gotas diárias diluídas em um copo de água.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *