Como preparar 5 Remédios caseiros para Candidíase

Normalmente ela vem acompanhada do uso de medicamentos antibióticos, tem sintomas terríveis e uma vez alojada é difícil extermina-la. A candidíase mais comum é uma infecção causada pela parasita do reino fungi chamada Cândida Albins, instala-se quando as bactérias e fungos da flora intestino e vaginal estão desregulados, nos causando baixa imunidade. É por isso que muitas vezes vem acompanhado do uso de medicamentos fortes.

As receitas naturais a seguir foram testadas e aprovadas por diversas mulheres e homens, já que a infecção não atinge somente o mundo feminino.

Óleo de orégano e óleo de coco

Com Timol e Carvacrol na sua composição o orégano é um ótimo antifúngico e anti-inflamatório. O óleo de coco é antimicrobiano e antibacteriano. Algumas pesquisas comprovam que o ácido láurico ou monolaurina, ambas derivadas do óleo de coco, são competentes em tratamentos como antibiótico de super germes resistentes. Esse ácido combinado com o óleo de orégano, ainda foi mais eficaz no combate as bactérias estafilococos do que os antibióticos.

Esses dois óleos podem aliviar as coceiras e eliminar qualquer parasita que esteja alojado pela área exterior do órgão genital.

Como usar: Você pode transformar os dois óleos em pomada com o auxilio de cera de abelha, ou usa-los por aplicação direta na área irritada, preferencialmente antes de dormir.

Vinagre de maçã

A cândida mais recorrente costuma ser a Candida Albicans que gosta muito de lugares ácidos, o vinagre ajuda a equilibrar o PH da vagina quando ela está ácida, ou seja, quando sua alimentação é rica em carnes laticínios, açúcares e refinados. O vinagre de maçã é rico em enzimas naturais que podem regular a presença de fungos, ele ajuda a estimular o crescimento de bactérias saudáveis, o que minimiza o crescimento excessivo da Candidíase.

Como usar: Banhe um absorvente íntimo externo com vinagre de maçã e aguarde o absorvente secar. O líquido irá penetrar no corpo por evaporação, atingindo diretamente a área irritada.

candidiase

Emplastro de alho com babosa

Já existem muitos estudos sobre os benefícios do alho e sobre seu poder antibiótico. As pesquisas recentes estudam sua eficácia antimicótica, com 100% de aprovação para micoses e frieiras. Muitas meninas fazem absorventes internos de alho e introduzem na vagina, mas pode causar um certo incômodo, então minha aposta seria em emplastros de alho com aloe vera, que é uma planta refrescante.

E se você mesmo assim, ficar na dúvida, tome chá de alho como método preventivo.

Como usar: Cozinhe 3 alhos até que possam ser esmagados. Transforme-os em uma pasta e adicione o gel de aloe vera. Você pode colocar no absorvente externo e dormir com ele. É um medicamento de uso externo que, sob a ação de calor suave, amolece levemente, aderindo à pele, porém espere amornar para aplicar à pele.

Banho de assento

Os banhos de assento são ótimos para aliviar inchaços e coceiras. Você pode misturar orégano e barbatimão (antifúngicos), camomila (relaxante), gotas de óleo essencial de melaleuca (antisséptico) e óleo de coco (antibacteriano).

Como usar: Faça as chás por infusão cerca de 15 minutos. Espere amornar, acrescente os óleos e coloque em uma bacia com água morna. Sente na bacia durante 15 minutos. Repita esse procedimento por alguns dias, até que se sinta melhor.

Barbatimão

O barbatimão tem na sua composição taninos, substâncias que possuem o papel biológico na defesa contra ataque de microrganismos, e por isso pode ter uma ação antifúngica. Alguns estudos sugerem que ele inibe o crescimento da Cândida Albicans pela ação dos taninos sobre a integridade da parede celular da levedura.

Pode ser usado no combate a candidíase e também de modo preventivo.

Como usar: Utilize 2 gramas de casca seca para 1 xícara de água. Coloque os dois ingredientes numa panela e após ferver aguarde 10 minutos. Deixe repousar por mais alguns minutos com a panela tampada. Coe e beba 3 vezes ao dia, durante uma semana a cada mês.

É importante prevenir a candidíase com higiene, eliminando açucares de sua dieta, permitir a respiração de sua genitália, pois fungo adora lugares quentes e abafados, comer probióticos que é o conjunto de bactérias que habita nosso sistema gastrointestinal e vaginal.

Também é essencial verificar a causa emocional, que pode estar relacionada com limpezas de acontecimentos passados ou de frustrações sexuais. Pode ser uma das causa de baixa imunidade e dificilmente será tratada com remédios, por mais naturais que sejam.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *