Xarope de Maçã

Pense em uma fruta conhecida mundialmente, desde as épocas mais remotas, presente nos contos de fada e até mesmo na primeira história bíblica. Envolta por simbolismos e significados, a maçã é, sem dúvida, a fruta mais famosa em todo o mundo.

Uma união de cor, textura e sabor que torna a fruta inconfundível e facilmente reconhecível por qualquer um dos sentidos.

Curioso, no entanto, é que cientificamente, a maçã não é exatamente um fruto e sim uma fruta falsa, já que não se origina do ovário da flor. A denominação, no entanto, não afeta em nada a popularidade e grande valor nutricional de medicinal encontrada nesta parte da planta. Além do mais, popularmente, a maçã continua sendo chamada de fruta mesmo.

A maçã é utilizada em receitas típicas nos mais variados lugares do planeta, em pratos doces, salgados, chás, sucos e como medicamento natural.

O xarope feito a partir da fruta possui propriedades terapêuticas que aliviam os sintomas de doenças respiratórias, com a tosse, bronquite e tuberculose. Alivia a dor de garganta e rouquidão, atuando ainda como expectorante. Possui substâncias antioxidantes e fortalecedoras do sistema imunológico, reforçando as defesas do corpo contra micro-organismos invasores.

A maçã é rica em vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3), vitamina A, vitamina C, cálcio, fósforo, magnésio, potássio, silício e ferro.

Chá de maçã

Ajuda a reduzir o colesterol ruim, auxilia na dissolução de cálculos renais e na vesícula, favorece a digestão, combate gota, artrite e reumatismo, elimina o mau hálito e a prisão de ventre e possui propriedades relaxantes que auxiliam no tratamento de insônia.

Também utilizada no tratamento de herpes e eczemas, dor ciática, problema intestinais, e obesidade. Limpa o sangue e previne problemas cardíacos. Fortalece os ossos e os tecidos do cérebro.

Principais propriedades da maçã

Macieira

Macieira Fonte:planfor.pt

  • Antitérmica
  • Vitamínica
  • Antiasmática
  • Expectorante
  • Depurativa
  • Calmante
  • Digestiva
  • Antioxidante
  • Desinfectante bucal

No Brasil, a maçã é comumente consumida in natura e com a casca, o que na verdade é a melhor forma de se aproveitar todos os nutrientes da fruta. Bastante utilizada em tortas, sucos, lanches naturais e saladas. Nos últimos tempos, vem crescendo o consumo do chá e da fruta desidratada.

Em países europeus é muito comum o uso da fruta em pratos salgados, como o famoso purê de maçã, que faz parte da culinária alemã.

Xarope de Maçã – Receita fácil e rápida

O xarope de maçã é uma forma eficiente de potencializar as propriedades terapêuticas da fruta, principalmente para o tratamento de gripes, resfriados, asma, bronquite, dores de garganta, rouquidão e tuberculose.

O mel, embora presente na receita em pequena quantidade, possui muitas propriedades terapêuticas que irão potencializar o tratamento, agindo como anti-inflamatório, antibiótico natural e antioxidante. Veja os ingredientes:

  • 2 maçãs
  • ½ litro de água
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 1 colher de mel de abelhas

Como preparar: Lave as maçãs e corte cada uma em oito partes. Cozinhe junto com a água por aproximadamente 10 minutos. Em seguida, amasse com um garfo ou bata no liquidificador. Coe com um pano limpo até retirar todo o sumo da maçã. Volte o suco à panela e acrescente o açúcar mascavo, mexendo sempre até engrossar. Espere esfriar, adicione o mel de abelhas e mexa bem até incorporar.

Coloque o xarope em um vidro esterilizado, para não contaminar o produto. Mantenha o recipiente fechado e guarde em local fresco, seco, arejado e longe dos raios solares.

Modo de usar: Duas a três colheres por dia.

O xarope deve ser consumido em poucos dias, por isso a receita rende pouco. Não volte a colher ao vidro, depois de leva-la à boca e não deixe o recipiente destampado. A presença de micro-organismos pode azedar o xarope.

Contraindicações

A maçã e o mel não apresentam contraindicações, podendo ser consumidos por qualquer pessoa. A presença do açúcar mascavo, no entanto, faz com que o xarope seja contraindicado para portadores de diabetes.

Vale lembrar que a medicina caseira não substitui o tratamento médico.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *