Xarope, Pomada e Chá de Embauba: Remédios para Doenças Respiratórias e Pele

Árvores de tronco oco, frutos pontiagudos e folhas grandes dividias em lóbulos: são as embaubas. Conhecida com vários outros nomes, porém todos semelhantes, a planta nativa da mata atlântica é pouco exigente com relação ao solo, podendo se desenvolver em condições hostis.

Trata-se de uma planta medicinal com várias propriedades terapêuticas, utilizada no preparo de chás, sucos, xaropes e até mesmo pomadas.

A embaúba é empregada na composição de remédios caseiros que auxiliam no tratamento de tosse, bronquite, asma, tuberculose, coqueluche, diabetes, pressão alta e feridas na pele. Age como cicatrizante, expectorante, diurético, adstringente, analgésico, vermífugo, descongestionante, antiespasmódico, antiasmático, hipotensor, anti-hemorrágico e cardiotônico, aumentando a força de contração dos músculos do coração.

Por conta de suas funções diuréticas, as folhas da árvore também são utilizadas em dietas de emagrecimento, compondo chás ou sucos que auxiliam na eliminação de líquidos e bactérias, evitando os inchaços causados pela retenção que ocasionam o aumento de peso. Vale lembrar que, por sí só, os diuréticos não eliminam peso, devendo portanto, estar associado à uma dieta balanceada e hábitos saudáveis.

Para os casos mais graves de doenças respiratórias, como asma, bronquite, coqueluche e até mesmo a tuberculose, a sabedoria popular indica que as propriedades da planta sejam utilizadas em forma de xarope, que deverá ser preparado com os frutos novos.

Árvore Embauba

Em problemas respiratórios mais simples, como gripes e resfriados, podem ser empregados tanto o uso do xarope quanto do suco. Devido ao sabor adstringente, no entanto, é aconselhável que o suco seja composto também por outras ervas ou até mesmo frutas que possam melhorar o gosto e evitar náuseas ou repulsa. O sabor das folhas de embauba pode ser comparado ao do boldo, embora com características próprias. Na prática, costuma-se optar por esta planta nos casos mais graves, uma vez que para as patologias mais comuns e de cura mais fácil, existem uma infinidade de ervas disponíveis com propriedades adequadas e de sabor bem mais agradável.

Outro modo de aproveitar as características medicinais desta árvore, é através de chás e pomadas. O chá é costuma ser mais aceito que o suco, por conta do sabor menos ácido, embora perca parte das propriedades. A pomada é produzida com os galhos e banha de porco.

Como dissemos no início, o tronco da embauba é oco, mas possui em seu interior, uma massa branca usada como antisséptico, antibiótico e anti-inflamatório em curativos para curar ferimentos graves.

Anote algumas receitas:

Xarope de Embauba

Embauba com frutos

Embauba com frutas, utilizadas para xarope
Fonte:ladosolmabon.blogspot.com

  • 5 frutas frescas de embauba
  • 1 copo de açúcar cristal ou refinado
  • folhas de hortelã a gosto
  • 3 copos americanos de água (800ml)

Modo de fazer o xarope: Lave bem as frutas e corte em pedaços de aproximadamente 2 centímetros.

Coloque em uma panela e acrescente o açúcar. Leve ao fogo, mexendo sempre, com uma colher de pau até que o açúcar comece a dourar. Mantenha a chama baixa.
Assim que o açúcar adquirir uma cor amarelada, adicione as folhas de hortelã e a água. Atenção ao colocar a água, pois o açúcar costuma formar bolhas nessa hora e estourar, podendo causar queimaduras graves.

Quando o açúcar derreter, desligue o fogo, retire os pedaços de frutas e as folhas de hortelã. Volte a panela ao fogo e continue mexendo até formar uma calda grossa em ponto de xarope. Deixe esfriar e coloque em recipiente de vidro, esterilizado, para não contaminar o  produto. Tampe e mantenha em local seco, fresco e arejado.

Modo de usar: 2 a 3 colheres por dia.

Chá de embauba (por decocção)

  • 2 colheres de sopa de folhas de embauba bem picadas
  • 1 litro de água

Modo de fazer: Leve ao fogo as folhas juntamente com a água. Deixe ferver por 10 minutos. Retire do fogo e abafe até esfriar. O açúcar poderá ser adicionado a gosto, exceto em caso de consumo por pessoas portadoras de diabetes.

Modo de usar: 2 a 3 xícaras de chá por dia.

Pomada de embauba

Para a pomada pode ser utilizado tanto os galhos novos (ainda macios) quanto as folhas.

Como fazer: Basta triturar muito bem a embauba e misturar com banha animal, que possui propriedades emolientes e hidratantes, entre outras. O produto pode ser utilizado em feridas, cancros e hemorróidas. Nos dois primeiros casos, os ferimentos deverão ser protegidos com gase para evitar infecções.

Modo de usar: Aplicar na área afetada.

Contraindicações: Produtos caseiros compostos de embauba não devem ser ingeridos durante a gravidez.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *